Obesidade x testosterona ~ Movimento Regional
Seja bem vindo(a)!

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Recentemente, o Ministério da Saúde divulgou uma pesquisa que revelou que quase metade dos brasileiros estão acima do peso ideal. Esse mesmo estudo também revelou que o excesso de peso é maior entre os homens, 52,6% estão acima do peso e, já na juventude, 29,4% dos homens são obesos.

A obesidade masculina está associada a concentrações diminuídas de testosterona. A testosterona tem importância fundamental na composição corporal, favorecendo o ganho de massa muscular e a modulação do tecido adiposo.

O excesso de insulina, que tem associação direta com a obesidade, suprime a formação de SHBG (Sex Hormone Binding Globulin), enzima que transporta a testosterona até seu local de ação, consequentemente levando à diminuição dos níveis séricos de testosterona. Além disso, a leptina (hormônio peptídico responsável pelo controle da saciedade) e a insulina apresentam efeitos inibitórios sobre a formação de testosterona nos testículos. 


Concentrações de testosterona em indivíduos obesos púberes e pós púberes do sexo masculino são 40-50% menores do que naqueles indivíduos com IMC dentro da normalidade. Portanto, manter-se com o peso adequado é importantíssimo para a função sexual e, caso esses pacientes não recebam tratamento adequado, terão enorme dificuldade para emagrecer.
 photo Banner 530x107 JPG_zpsjo02dief.jpg

Mais Informações: (31) 3871-2907 e (31) 8227-5287
Dr. Marcelo Carneiro Drumond - CRM-MG 53589



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Seguir por E-mail

Siga-nos

Previsão do Tempo

Seu Recado

Total de visualizações